Pesquisar

Bob James: O Alquimista Está Chegando

As estatísticas são impressionantes. Bob James está agora com 83 anos e comemorando sete décadas na música. O veterano pianista, compositor e produtor americano, vencedor do Grammy, lançou mais de 30 álbuns, mas ainda consegue ser um artista de vanguarda e relevante.

Este álbum de 10 faixas, criado e gravado durante a pandemia de Covid-19, em nada sugere pessimismo. Aqui ele apresenta Jazz-Funk, paisagens sonoras cinematográficas, Hip-Hop e Disco Groove. “Minha vida é música e, enquanto eu for capaz de tocá-la, continuarei me sentindo jovem”, diz James. Para nossa sorte, a aposentadoria parece distante.

A maioria das pessoas já ouviu falar de James através de sua faixa vencedora do Grammy, ‘Angela (Theme From Taxi)’, ou ‘Sign Of The Times’ e, claro, com seu quarteto de Jazz, o Fourplay. Talentoso pianista de Jazz, absorve influências musicais como o ar que respira e raramente continua no mesmo caminho por muito tempo.

Álbum “Sign Of The Times” – Bob James, 1981

Talentos mais jovens o atraem. Neste álbum, o ex-vocalista do Gnarls Barkley, CeeLo Green, volta a colaborar com o Mestre após gravarem juntos ‘Sign of the Times’ para o álbum de Green “Heart Blanche” em 2015 e se apresenta com vocais magníficos na faixa-título, enquanto Jazzy Jeff aparece na produção de ‘That Bop’, uma música dançante e vibrante sobreposta com elegantes toques de piano. Jeff é conhecido por sua parceria com o rapper Will Smith no DJ Jazzy Jeff & the Fresh Prince, pioneiro do primeiro Grammy de Rap e de sucessos como ‘A Touch of Jazz’, de 1987, que trazia uma famosa amostra do clássico ‘Westchester Lady’, de James. ‘Sea Goddess’ é a única faixa que não está em estúdio, tendo sido gravada ao vivo em um cruzeiro de Jazz no Caribe.

Bob James nos leva para uma jornada de experimentação sonora a níveis sem precedentes. James comenta: “’Jazz Hands’ é provavelmente o álbum mais eclético que já fiz, não existe realmente um gênero específico e houve muitos músicos diferentes envolvidos em períodos diferentes”. Agora, este álbum brilhante acaba de ser nomeado para o 66º Grammy Awards na categoria “Melhor Álbum Instrumental Contemporâneo”.

Este é um álbum contemporâneo e quem já conhece James se sentirá em casa e encantado, enquanto aqueles que nunca experimentaram o seu trabalho terão uma surpresa muito agradável.

Pesquisar

Últimas postagens

José James Retorna Com 1978. Uma Grande Homenagem Aos Seus Ídolos Dos Anos 70

Narada Michael Walden Se Renova E Apresenta EUPHORIA Cheio De Convidados Estelares

Versátil E Cheio De Groove, Ziggy Funk Invade O Jazzmasters Com Ares De Anos 70

O Genial Omar Fala Sobre O Empoderamento Feminino E Reúne Joss Stone, Morgan Munroe e SANITY

Talentoso E Carismático, D’MAR Apresenta ‘Without U’ No Jazzmasters Dessa Semana

O Virtuosismo Do Jovem E Talentoso Gareth Donkin No Álbum Welcome Home

Compartilhe